sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

101



Parabéns Manoel de Oliveira. 101 velas e a realizar dois filmes por ano. Grande cineasta, goste-se ou não. Para mim como que alternando entre a genealidade de um "Vou para Casa" e o desencorajo de um "Palavra e Utopia". Qualquer dia poderei achar o contrário, daí que perante isto, pouco valham agora estas minhas subjectivas considerações pessoais. Vai ficando sempre a coragem e visão únicas de Oliveira. E a ideia que o país não dá conta do real valor deste homem.